Ufos na História

A visão do profeta Ezequiel

Relato bíblico - Profeta Ezequiel capítulo 1 - Versículos 1 a 28:

"Aconteceu no ano trinta do mês quarto, aos trinta e cinco dias do mês. Estando eu junto ao rio Quebar, os céus abriram-se e vi visões de Deus. No quinto ano da deportação do rei Joaquim, aos cinco dias do mês, chegou a palavra de Jehová para o sacerdote Ezequiel, filho de Buzi, na Terra dos Caldeus, junto ao rio Quebar; chegou alí por ordem Jehová. Olhei, e reparei que vinha do norte um vento tempestuoso ("ruaj": turbilhão), e uma grande nuvem ("shekinah" ou casa de Deus), com um fogo envolvente, e à volta do qual um resplendor, e no meio dela a figura de quatro seres viventes ("zoa": seres viventes, em grego da versão dos anos setenta). E esta era o seu aspecto:
Havia neles uma semelhança de homem. Cada um tinha quatro caras e quatro asas. E os pés deles eram direitos, e a planta dos pés era como a planta do pé de um bezerro; e cintilavam como um grunhido profundo. Debaixo das suas asas, dos quatro lados, tinham mãos de homem; e as suas caras e as suas asas pelos quatro lados. Se juntavam um ao outro. Não se viravam quando andavam, senão que cada um caminhava direito para a frente. E o aspecto das suas caras era cara de homem, e cara de leão do lado direito dos quatro, e cara de boi à esquerda nos quatro; tambem havia nos quatro caras de águia. Assim eram as suas caras. E tinham as suas asas estendidas para cima, cada um dois, as quais se juntavam; e as outras duas cobriam os seus corpos.
E cada um caminhava direito para a frente; onde o espírito ordenava que andassem, andavam; e quando andavam, não se viravam. Quanto à semelhança dos seres viventes, o seu aspecto era como de carvões de fogo acesos, como a visão de archotes acesos que andavam entre os seres viventes; e o fogo, resplandescente, e o fogo saíam relampagos. E os seres viventes corríam e voltavam à semelhança dos relampagos. Enquanto eu olhava os seres viventes, vi uma roda ("Ofan": roda, círculo, disco) sobre a terra junto aos seres viventes, dos quatro lados. O aspecto das rodas e a sua obra era semelhante à côr do crisólito (topasio, turquesa, berilo). E as quatro tinham uma mesma semelhança; a sua aparência e a sua obra eram como roda no meio de roda. Quando andavam, movíam-se para os seus quatro lados; não se viravam quando andavan. E os seus aros altos e espantosos, e cheios de olhos ... Às rodas, ouvi eu, gritavam-lhes: Roda! ("galgal": roda, torburbilhão, esfera, disco, círculo).. E quando os seres viventes andavam, as rodas andavam entre eles; e quando os seres viventes se levantavam da terra, as rodas se levantavam. Para onde o espírito ordenava que andassem, as rodas tambem se levantavam depois de eles; porque o espírito dos seres viventes estava nas rodas.
E sobre as cabeças dos seres viventes aparecia uma extensão em forma de cristal maravilhoso, colocado sobre as suas cabeças. E debaixo da extensão as asas deles estavam direitas, estendendo-se uma em direcção à outra; e cada uma tinha duas asas que cobriam o seu corpo. E ouvi o som das suas asas quando andavam, como o som de muitas àguas, como voz do Omnipotente, como ruido de un exercito. Quando paravam, baixavam as suas asas. E quando paravam e baixavam as suas asas, ouvia-se uma voz vinda de cima da extensão que havía sobre as suas cabeças. E sobre a extensão que havia sobre as suas cabeças via-se a figura de um trono que parecia de pedra de safira; e sobre a figura do trono havia uma semelhança que parecia de homem sentado sobre ele. E vi uma luminosidade como bronze, com aparência de fogo dentro dela em redor do meio para cima; e do meio para baixo, vi que parecia como fogo, e que tinha um aureola à sua volta. Parecendo-se com o arco iris que está nas nuvens no dia em que chove, assim era o resplendor que aparecia à sua volta.
Assim, esta foi a visão da semelhança da glória de Jehová. E quando eu a vi, prostrei-me sobre o meu rosto, e ouvi uma voz que falava"

" E o espírito elevou-me, e ouvi por detrás de mim uma voz de grande estrondo, que dizia: Bendita seja a glória de Jehová desde o seu lugar. Ouvi também o som das asas dos seres viventes que se juntavam um com o outro, e o som das rodas diante deles, e o som de um grande estrondo. Levantou-me pois o Espírito, e levou-me; fui com amargura, e na indignação do meu espírito, mas a mão de Jehová era forte."

Veja o esboço feito pela Nasa do objeto que o Profeta Ezequiel viu:

Voltar