Especiais

Majestic 12

Clique aqui para visualizar o documento.

Para lidar com a presença alienígena em nosso planeta, o governo norte-americano formou um grupo que ficaria responsável por tudo que envolvesse essa questão. Para obter uma cópia dos documentos originais, Clique aqui - Tam. do arquivo: 253K

 

 

Tradução do Documento:

Informação de Segurança Nacional Documento Informativo Operação Majestic 12 Preparado para o presidente eleito Dwight D. Elsenhower Confidencial, 18 de novembro de 1952 Oficial Informante: Almirante Roscoe H. Hillenkoeter

Informação de Segurança Nacional Documento Informativo Operação Majestic 12 Preparado para o presidente eleito Dwight D. Elsenhower Confidencial, 18 de novembro de 1952 Oficial Informante: Almirante Roscoe H. Hillenkoeter

ADVERTÊNCIA: Este é um documento top secret – somente para o presidente, pois contém informação compartimentalizada essencial à segurança nacional dos Estados Unidos. O acesso ao material está estritamente limitado àqueles com nível de segurança MJ-12. A reprodução de qualquer forma, anotação manual ou mecanicamente está proibida.

NOTA: Este documento foi preparado apenas como um relatório preliminar. Deve ser visto como uma introdução para um relatório operacional completo que se seguirá a este.

A operação MAJESTIC 12 é uma operação de alto nível de inteligência para a investigação e desenvolvimento, que está subordinada apenas ao presidente dos Estados Unidos. As operações do projeto são levadas a cabo sob o controle do grupo Majestic 12 (Majic 12), que foi estabelecido por ordem especial classificada pelo presidente Truman em 24 de setembro de 1947, sob recomendação do Dr. Vannevar Bush e do secretário James Forrestal. Os membros do Majestic 12 são os seguintes:

  • Almirante Roscoe H. Hillenkoeter
  • Dr. Vannevar Bush
  • Secretário James Forrestal
  • General Nathan F. Twinning
  • General Hoyt S. Vanderberg
  • Dr. Detlev Bronk
  • Dr. Jerome Hunsaker
  • Sr. Sydney W. Sauers
  • Sr. Gordon Gray
  • Dr. Donald Menzel
  • General Robert M. Montague
  • Dr. Lloyd V. Berkner

 * A morte do secretário Forrestal, em 22 de maio de 1949, criou uma vaga que permaneceu até 1º de agosto de 1950, quando o general Walter B. Smith foi designado como substituto permanente.

Em 24 de julho de 1947, um piloto civil voando sobre as montanhas Cascade, no estado de Washington, observou 9 aeronaves em forma de discos voando a alta velocidade. Ainda que não tenha sido o primeiro avistamento de tais objetos, foi o primeiro a ganhar ampla atenção nos meios de comunicação. Centenas de relatos de avistamentos de objetos similares continuaram. Muitos deles vinham de fontes militares e civis de alta credibilidade. Estes relatos resultaram em esforços independentes de vários elementos diferentes militares para definir a natureza e o propósito destes objetos no interesse da defesa nacional. Um considerável número de testemunhas foi entrevistado e houve várias tentativas, sem sucesso, de utilizar aviões num esforço de perseguir discos em vôo. A reação pública chegou a casos de histeria em algumas ocasiões. Apesar destes esforços, pouco se pôde conhecer sobre os objetos voadores até que um rancheiro relatou que um tinha se acidentado numa região remota do Novo México, localizada a aproximadamente 75 milhas a noroeste da Base da Força Aérea do Exército Roswell (agora campo Walker). Em 7 de julho de 1947, teve início uma operação secreta para assegurar o resgate dos restos do objeto para estudo científico. Durante o transcorrer desta operação, descobriu-se que 4 seres humanóides de pequena estatura tinham pulado do aparelho em algum momento antes de explodir.

Eles tinham caído na terra a uns 3 km do local do acidente. Os 4 estavam mortos e quase decompostos devido à ação dos predadores e à exposição aos elementos, visto que já havia passado aproximadamente uma semana até o momento em que foram descobertos. Uma equipe científica especial encarregou-se de recolher estes corpos para estudo. Os restos da nave também foram removidos e levados a diferentes locais. Interrogaram-se as testemunhas civis e militares na área. Aos repórteres, foi-lhes dada a efetiva história falsa de que o objeto tinha sido um balão meteorológico de investigação fora de rumo.

Um esforço analítico encoberto e organizado pelo general Twining e o Dr. Bush, agendo sob ordens diretas do presidente, resultou no consenso preliminar (19 de setembro de 1947) de que o disco era uma nave de reconhecimento de curto alcance. Esta conclusão estava baseada no tamanho da nave e na falta aparente de provisões de qualquer tipo. Uma análise similar dos quatro ocupantes mortos foi feita pelo Dr. Bronk. A conclusão da sondagem preliminar deste grupo (30 de novembro de 1947) foi que, ainda que estas criaturas fossem de aparência humana, os processos biológicos e evolutivos responsáveis pelo seu desenvolvimento eram consideravelmente diferentes aos observados ou postulados no Homo sapiens. A equipe do Dr. Bronk sugeriu o termo Entidades Biológicas Extraterrestres (EBEs), o qual foi adotado como termo padrão para referir-se a estas criaturas até o momento em que se chegasse a um acordo sobre uma designação mais definitiva.

Já que é virtualmente certo que estas naves não se originam de nenhum país da Terra, uma considerável especulação foi centrada sobre qual sua origem e como chegaram aqui. Marte foi e continua sendo uma possibilidade, ainda que alguns cientistas, entre eles o Dr. Menzel, considerem mais provável que estejamos lidando com seres de outro sistema solar.

Em 06 de dezembro de 1950, um segundo objeto, provavelmente de origem semelhante, sofreu impacto a grande velocidade no setor El Índio Gerrero, na fronteira do Texas com o México após seguir uma longa trajetória na atmosfera. Porém, quando a equipe de busca chegou, o que restava do objeto tinha se incinerado quase totalmente. O material que pôde ser resgatado foi transportado às dependências da Comissão de Energia Atômica, em Sandia, Novo México, para estudo.

As implicações para a segurança nacional são de grande importância, dado que as intenções destes visitantes continuam sendo desconhecidas. Some-se a isto, um significativo aumento na atividade de vigilância destas naves inicado em maio e continuado no outono deste ano, que ocasionou consideráveis suspeitas de que novos acontecimentos eram iminentes. É por estas razões, assim como pelas óbvias considerações internacionais e tecnológicas e a finalidade de evitar o pânico do público a todo custo, que o grupo Majestic 12 permanece com a opinião unânime de que a imposição das mais estritas precauções de segurança devem continuar sem interrupção até a chegada da nova administração. Ao mesmo tempo, o plano de contingência MJ-1949-04P/789 TOP SECRET - CONFIDENCIAL deve manter-se em preparação em caso de necessidade de fazer uma declaração pública.

Matéria gentilmente cedida por: Reinaldo Stabolito webmaster PAINEL OVNI.

Voltar